.

terça-feira, 23 de março de 2010

"Outono"


Poeta Cigano.

Afoita brisa, que teima em beijar,
Ramos e copas, despindo-os no tempo,
Libertas, folhas secas bailam no ar,
No chão se deitam, em tristes lamentos!

Melancólicas, choram suas partidas,
Sem mais direitos à vida e sonhar,
São lágrimas doídas, de despedidas,
Uma nova estação está pra chegar!

Vem o Outono, renova-se a vida,
Novas folhas, flores e frutos a adornar,
Uma natureza tão bela e colorida!

Das folhas secas, não iremos mais lembrar,
Levadas pela brisa, serão esquecidas,
Até a Primavera de novo voltar!!!!!!!!!!!!!!!!

1 Comentários:

  • A brisa despe no outono e caem as folhas e a nudez se renova como o verso que se reescreve sempre em novas brotações...muito lindo o seu poema!obrigada, abraços

    Por Blogger lilian reinhardt, às 9 de abril de 2010 18:12  

Postar um comentário

<< Home