.

terça-feira, 16 de março de 2010

"Efêmero Amor"


Poeta Cigano

Você, sem abrigo, assustada,
Entre, receba meu carinho,
Quero lhe fazer aqui, amada,
Eu, um cara carente, sozinho!

Triste, obscura, é minha estrada,
Sem flores, ladeada de espinhos,
Em meu peito, a solidão faz morada,
Sou como um velho e azedo vinho!

Solitária, você veio me procurar,
Fazendo o meu amor renascer,
Dizendo querer me amar!

Se ele for fugaz, de um só anoitecer,
Não me deixe acordado sonhar,
Vá embora, porque vou te esquecer!!!!!!!!















2 Comentários:

  • Oi Carlos!

    Eu não te conheço, mas senti uma vontade muito grande de te pedir que assistisse esses videos:

    http://www.youtube.com/watch?v=Zp-zuuwrIII
    e
    http://www.youtube.com/watch?v=t1rrx41beqI

    Por favor, te peço que assista.

    Um abraço.

    Por Blogger Neto, às 16 de março de 2010 16:11  

  • Eu estou entrando, com licensa, olha eu fui recebida com um imenso SEJA BEM VINDA, foi assim que me senti neste blog, e ao ler seus post, penso que li seu coração, como ele é rico, quando eu crescer mais espiritualmente falando quero ser como vc, será meu espelho...minha imensa gratidão por seu blog.Parabéns...vou vir sempr soonhar e viajar em seus poemas...
    com carinho
    Hana

    Por Blogger Hana, às 16 de março de 2010 19:02  

Postar um comentário

<< Home